Suécia - Inglaterra: o reencontro com a felicidade esquecida

 07 de julho de 2018

De forma (quase) discreta, aí está a Suécia a apenas um degrau das meias finais do Mundial. Depois de deixar para trás a Holanda (na fase de qualificação), a Itália (no play-off) de ter vencido um grupo onde estavam Alemanha e México, os nórdicos ultrapassaram a Suiça (apenas uma derrota oficial nos últimos dois anos) e aparecem nesta fase com ambições legítimas de igualar o feito de 1994: chegar às meias-finais. É certo que os Mundiais de 1950 (3º lugar) ou 1958 (finalista) continuam na memória dos suecos, mas a campanha na Rússia está a superar as expetativas. 

 

Para regressar a um patamar que não vive há 24 anos, a Suécia tem de eliminar Inglaterra, que depois de sucessos mundiais com as seleções jovens nos últimos anos, tem pela frente (tal como os suecos) uma oportunidade de ouro para poder fazer história. Os ingleses, que (finalmente!) conseguiram vencer um desempate por grandes penalidades (Colômbia nos oitavos) têm o melhor marcador da prova e uma defesa que até agora, só sofreu um golo por jogo. 

 

 

Este é o terceiro jogo entre as duas seleções em Mundiais, com dois empates (1-1 em 2002 e 2-2 em 2006) na fase de grupos. O tira teimas está marcado para este sábado, em Samara, com duas seleções totalmente de constrastes em relação aos 23 convocados! De um lado, a Inglaterra, única seleção só com jogadores que jogam na Premier League. Do outro a Suécia, sem qualquer jogador no campeonato do seu país. Vários suecos jogam mesmo em Inglaterra, com Lindelof (Manchester United) como principal destaque.

 

 

O jogo deste sábado vai ser especial para o capitão da Suécia, Granqvist, que acaba de ser pai pela segunda vez, enquanto treina com a equipa na Rússia. 

 

 

So happy and proud of my wife. Both are healthy and well. ?????? #worldcupbaby #pappashårfäste

Uma publicação partilhada por Andreas (@granqvistandreas) a

 

Quartos de final, 07/Julho, 15h00, Samara

Árbitro: Björn Kuipers (HOL)

SUÉCIA - Olsen; Lustig, Lindelof, Granqvist e Augustinsson; Ekdal, Svensson e Claesson; Forsberg; Toivonen e Berg.

INGLATERRA - Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier, Henderson, Lingard, Alli e Young; Kane e Sterling

AUTOR

Caso tenha alguma correção ou comentário a fazer:
 

Mais Notícias

Segue-nos

bla bla

911911978