Ministro do Ambiente diz que o futuro é mesmo o uso do transporte coletivo

LUSA
 16 de novembro de 2021

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, defendeu esta terça-feira novas políticas de mobilidade nas cidades que favoreçam os transportes coletivos contra o transporte individual, alertando que não há volta atrás no caminho rumo ao compromisso de descarbonização até 2050.

Numa intervenção na sessão de abertura da Portugal Smart Cities Summit, Matos Fernandes destacou que “é absolutamente essencial” a condução de políticas que deem confiança às pessoas no uso do transporte coletivo, depois da quebra verificada durante a pandemia.

“Não há volta a dar. Não pensem de outra forma. Neste momento a oferta de transportes coletivos em cidades como Lisboa e Porto é a mesma que era há dois anos. A procura é de apenas 60%”, disse, sublinhando que estão a ser feitos investimentos “certamente relevantes” e o “impacto brutal” da redução do preço dos passes mensais.

“Não há ninguém, sobretudo nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, que nalgum momento possa dizer [que] é mais barato ir de carro numa deslocação. Isso não existe. Ou seja, é mesmo falta de vontade”, acrescentou.

Matos Fernandes destacou ainda a relevância que as cidades têm na mudança e no caminho da descarbonização até 2050, lamentando que a cimeira do Ambiente, realizada em Glasgow, não tenha ido "tão longe como se devia ir”.

“Sei que o esforço é enorme e só as cidades e as autarquias sabem bem fazer e interpretar aquilo que é a obrigação que todos temos de sermos neutros em carbono em 2050”, destacou Matos Fernandes, salientando que “só as cidades e as autarquias e os seus responsáveis políticos locais” são capazes de escolher “as políticas mais certas para os territórios urbanos, porque só assim nós conseguimos mesmo fazer este caminho”.

A Portugal Smart Cities Summit, organizada pela Fundação AIP, teve hoje início em Lisboa e até quinta-feira terá 12 sessões com mais de 70 oradores que procuram abordar como é que as novas tecnologias podem ajudar as cidades a serem mais eficientes e sustentáveis.

AUTOR

Caso tenha alguma correção ou comentário a fazer:
 

Mais Notícias

Segue-nos

bla bla

911911978