Presidente dos EUA pede ratificação de tratado para reduzir gases superpoluentes

EPA
 17 de novembro de 2021

O Presidente dos Estados Unidos apelou na terça-feira ao Congresso para ratificar uma emenda a um tratado internacional que visa reduzir drasticamente os hidrofluorocarbonetos (HFC), gases com efeito de estufa extremamente nocivos para o clima.

Joe Biden instou o Senado a apoiar a ratificação da emenda de Kigali ao Protocolo de Montreal, assinada por 124 países e na qual se pede a eliminação progressiva dos HFC.

Utilizados na refrigeração, ar condicionado, alguns aerossóis e no fabrico de espuma isolante, os HFC são gases com efeito de estufa.

Os EUA desempenharam um papel central na redação da emenda, que pede aos países uma redução dos HFC em 85% até 2036, meta que foi adiada por alguns anos para outras nações.

Se o acordo for honrado, poderá reduzir o aquecimento global em 0,5°C até 2100, de acordo com especialistas.

Mas Washington não o ratificou após uma reação da administração do ex-Presidente Donald Trump sobre as regras dos EUA para reduzir a utilização dos produtos químicos.

"A ratificação dos EUA promoveria os interesses dos EUA ao (permitir) que se mantivesse na vanguarda do desenvolvimento e implantação de alternativas aos HFC, assegurando o acesso a mercados de refrigeração e arrefecimento em rápido crescimento no estrangeiro, e estimulando o investimento dos EUA, as exportações, e o crescimento do emprego neste setor", argumentou Biden, na carta ao Senado.

Os hidrofluorocarbonetos têm sido utilizados desde os anos 90 como substitutos dos CFC (clorofluorocarbonetos), que são os principais responsáveis pela destruição da camada de ozono e foram proibidos ao abrigo do Protocolo de Montreal.

AUTOR

Caso tenha alguma correção ou comentário a fazer:
 

Mais Notícias

Segue-nos

bla bla

911911978