Máscaras recicladas na Covilhã transformam-se em decorações de Natal

Wilfried Pohnke/Pixabay
 07 de dezembro de 2021

O projeto de reciclagem TO BE GREEN, que está a ser realizado na Covilhã, vai transformar máscaras faciais em decorações de Natal que serão distribuídas nas escolas e instituições locais, anunciou hoje aquele município do distrito de Castelo Branco.

Em nota de imprensa, a Câmara lembrou que o projeto aposta na sustentabilidade através da transformação de têxteis reutilizáveis e de máscaras faciais, que passaram a ser utilizadas por todos devido à pandemia, e que estão a ser recolhidas em escolas e instituições do concelho.

De acordo com a informação, estão em causa dez pontos de recolha e até ao dia 30 de setembro de 2021 já tinham sido recolhidos 32 sacos com máscaras, num peso global de quase 27 quilos para reciclagem, sendo mais de 19 quilos respeitantes a máscaras cirúrgicas e mais de seis quilos em máscaras KN95 e em máscaras têxteis.

A autarquia recordou ainda que, além da reciclagem de máscaras, o projeto TO BE GREEN também promove a reciclagem de têxteis, bem como a troca de vestuário, numa lógica de desenvolvimento da economia circular.

No caso dos têxteis para reciclagem, foram recolhidos cerca de 741 quilos, 387 quilos nas instituições e 344 quilos nas empresas.

Quanto a peças de roupa entregues na loja TO BE GREEN, foram colocados 129 artigos na aplicação de trocas.

O projeto TO BE GREEN foi lançado em julho de 2020 na Covilhã e envolve várias entidades, nas quais foram colocados os contentores, designadamente a Escola Secundária Campos Melo, a Escola Secundária Frei Heitor Pinto, a Escola Secundária Quinta das Palmeiras, a Escola Profissional de Artes da Beira Interior, a Escola Pêro da Covilhã, a Escola Básica de S. Domingos, a Escola do Teixoso, a Escola Básica 2/3 Tortosendo, a Escola Básica do Paul e a Escola Profissional Agrícola Quinta da Lajeosa.

Para além destas escolas, estão também a participar o Modatex, os Bombeiros Voluntários da Covilhã, Orjais e Unhais da Serra, bem como a Associação Portuguesa de Pais e Amigos Do Cidadão Deficiente Mental Covilhã, o Centro de Terceira Idade do Tortosendo, o Centro Social Jesus Maria José, no Dominguizo, e as empresas Jomafil e Jgomes.

A TO BE GREEN, entidade parceira neste projeto, é uma empresa focada na sustentabilidade têxtil, que funciona como um ‘e-marketplace’ de economia circular, suportada numa 'app' e plataforma dedicadas e orientadas para as novas gerações de consumidores, sendo uma resposta para os problemas crescentes dos resíduos têxteis pós-consumo produzidos nos territórios.

AUTOR

Caso tenha alguma correção ou comentário a fazer:
 

Mais Notícias

Segue-nos

bla bla

911911978