Seca: Ministério do Ambiente começa reuniões para decidir racionalização da água

Juanita Swart
 23 de fevereiro de 2022

A comissão que acompanha a seca no Ministério do Ambiente reúne-se hoje com municípios e empresas ou entidades que gerem a água no Algarve, para avaliar a eventual necessidade de adoção de medidas de racionalização do consumo urbano.

Esta é a primeira das cinco reuniões previstas e anunciadas no dia 08, na sequência de um encontro entre o Governo e a Associação Nacional de Municípios Portugueses.

O objetivo destas reuniões é tomar um conjunto de medidas de racionalização do uso da água, como por exemplo regras na lavagem de ruas, na rega dos jardins, na lavagem dos carros do lixo ou na lavagem dos equipamentos municipais.

Segundo o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, a água para consumo humano e urbano gerida pelas autarquias corresponde a 20% do consumo anual total no país.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na segunda-feira, mais de 90% do território estava em 15 de fevereiro em seca severa ou extrema.

O último boletim de seca indica valores de percentagem de água no solo inferiores ao normal em todo o território, com as regiões Nordeste e Sul a atingirem valores inferiores a 20%, com “muitos locais a atingirem o ponto de emurchecimento permanente”.

AUTOR

Caso tenha alguma correção ou comentário a fazer:
 
Segue-nos

bla bla

911911978