Ouve a Cidade, faz o download da App.
LUSA

Ministro do Ambiente inaugura investimento de 3ME da Valorsul em Torres Vedras

O ministro diz que a infraestrutura está preparada para receber biorresíduos e, assim, reduzir a sua deposição em aterro.

O ministro do Ambiente inaugurou hoje, em Torres Vedras, um novo ecocentro e estação de transferência de resíduos sólidos urbanos da Valorsul, um investimento de três milhões de euros erguido no atual estaleiro municipal.

?Este é o tipo de investimento que faz sentido, porque, por um lado, permite desviar resíduos de aterro, ao ter uma estação de transferência para concentrar e separar resíduos que são enviados para tratamento e, por outro lado, tem um efeito muito positivo ao nível da redução de dióxido de carbono, com a redução de quilómetros de veículos pesados?, afirmou à agência Lusa Duarte Cordeiro.

?Só para a recolha, as viaturas municipais faziam por dia 1.300 quilómetros e, com esta estação, passam a fazer cerca de 700?, salientou.

O ministro acrescentou que a infraestrutura está preparada para receber biorresíduos e, assim, reduzir a sua deposição em aterro.

A infraestrutura vai receber 35 mil toneladas de resíduos por ano, assim como resíduos recicláveis, como madeiras, plásticos, papel e cartão, vidro, sucata metálica, resíduos volumosos e resíduos de jardins, que podem ser entregues pela população.

?É um compromisso de longa data para com o município de Torres Vedras?, disse a presidente da comissão executiva da Valorsul, Marta Neves, justificando que este investimento vai permitir ao município ?aumentar a sua eficiência, ao poupar nos gastos com a recolha e transferência de resíduos.

?Esta infraestrutura permite realizar a operação de recolha com uma redução de custos e de dióxido de carbono e contribuir para um aumento da quantidade de resíduos enviados para reciclagem?, afirmou, por seu turno, a presidente da câmara municipal, Laura Rodrigues, frisando que se trata ?de uma obra muito desejada pelo menos há 23 anos?, desde que foi construído o aterro sanitário do Oeste no Cadaval.

Em 2019, foram para aterro 89% dos resíduos produzidos neste concelho do distrito de Lisboa, onde por dia são recolhidas 100 toneladas de resíduos indiferenciados.

De acordo com o projeto, consultado pela agência Lusa na câmara municipal, a estação de transferência tem capacidade para receber até 200 toneladas de resíduos por ano e 189 toneladas/dia.

Para o investimento feito na totalidade pela Valorsul, em 2019 o município de Torres Vedras adquiriu terrenos e veio a celebrar um contrato de comodato com a Valorsul, empresa concessionária da gestão de resíduos na região.

Agência Lusa