Oceanos: Guterres pede "ação coletiva" urgente para "revitalizar" o mar

EPA
 08 de junho de 2022

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu hoje uma "ação coletiva" urgente para "revitalizar os oceanos", ameaçados pelas atividades humanas que "minam a biodiversidade".

O pedido foi expresso numa curta mensagem vídeo transmitida na sessão de abertura de uma conferência organizada pelas Nações Unidas a propósito do Dia Mundial dos Oceanos, que hoje se assinala.

Segundo Guterres, para que os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e as metas do Acordo de Paris possam ser alcançados é preciso "urgentemente uma ação coletiva para revitalizar os oceanos" e "encontrar um novo equilíbrio" na relação do Homem com o ambiente marinho.

Para o antigo primeiro-ministro português, tal "significa trabalhar com a natureza e não contra ela", em "soluções para os oceanos" envolvendo setores, regiões, comunidades.

"Um oceano produtivo e saudável é da nossa responsabilidade. Só o conseguimos se trabalharmos juntos", sublinhou António Guterres na intervenção que abriu a conferência sob o tema "Revitalização: Ação Coletiva pelo Oceano".

O secretário-geral da ONU enfatizou que "a biodiversidade e os recursos marinhos estão a ser minados pelas atividades humanas", com a poluição por plástico a atingir ilhas remotas e os recifes de corais a serem destruídos.

Guterres destacou, ainda, que em 2021 a subida do nível do mar, o aquecimento e a acidificação dos oceanos atingiram valores recorde.

AUTOR

Caso tenha alguma correção ou comentário a fazer:
 

Mais Notícias

Segue-nos

bla bla

911911978