Ouve a Cidade, faz o download da App.
DR

Arranca hoje o Mês das Competências Digitais

Ações em todo o país vão culminar num fórum no final do mês.

O Mês das Competências Digitais arranca hoje com ações em todo o país, culminando em 24 de outubro com um fórum que lançará novas iniciativas como o Emprego + Digital 2025, disse à Lusa o secretário de Estado Mário Campolargo.

"Hoje lançamos o Mês Nacional das Competências Digitais que, como o próprio nome indica, é o mês dedicado a tomarmos consciência coletiva da importância do investimento no capital humano", afirmou o secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa.

Porque para um Portugal digital é "tão ou mais importante do que investir na capacitação das nossas empresas, empreendedorismo, em cidades inteligentes ou até em termos de melhores serviços públicos, é seguramente investir no talento e nas competências digitais de todos", dos líderes, aos desempregados, funcionários, jovens, alunos ou professores, prosseguiu Mário Campolargo.

Ou seja, "investir no capital humano e nas competências digitais a todos os níveis", não só os muito avançados, "mas também os níveis mais básicos da literacia digital".

E é "por isso que, durante este Mês Nacional das Competências Digitais, damos um particular foco às competências básicas, ou seja, contribuirmos para um desígnio que eu considero um desígnio comum, que é exatamente esse de todos podermos dizer 'eu trato o digital por tu'", sublinhou o governante.

O Mês Nacional das Competências Digitais tem uma cobertura nacional e dedica-se, em particular, às competências básicas de toda a franja da população portuguesa -- cerca de 15,6% - que não usa a Internet.

"Sabendo nós, além do mais, que essa percentagem sobe significativamente quando se trata de indivíduos na franja de idade entre os 55 e 74 anos", salientou Mário Campolargo.

Por isso, é "muito importante que para chegarmos a essa camada da população nós utilizemos todos os meios de comunicação tradicional", sublinhou, agradecendo "o esforço" das estações de rádio, dos canais de televisão, da imprensa, a publicidade nos meios de transportes públicos ou nos locais de atendimento público também no Multibanco para que se consiga chegar a todos.

Paralelamente ao Mês das Competências Digitais arranca também a campanha de comunicação #tratarodigitalportu, que estará presente nos canis televisivos, multibancos, transportes públicos, entre outros, com o objetivo de aumentar a digitalização de pessoas e organizações.

No dia 21 de outubro "teremos o 'Open Day' nas escolas, "uma parceria com o Ministério da Educação para que os jovens que estão nas nossas escolas tragam os familiares mais velhos, aqueles que querem dar o salto para digital e os ajudem neste processo", explicou o secretário de Estado.

"Temos durante todo o mês um conjunto alargado de ações a nível municipal, vamos estabelecer protocolos com a PSP e com a GNR, temos as engenheiras por um dia que vão ajudar a que, através de eventos internacionais, haja uma polarização na importância das capacitações técnicas e digitais das nossas jovens", continuou o governante.

"E temos também, ao nível do ensino básico, (...) ações concretas para o pensamento computacional, ajudando a que de facto todos na sua vida futura possam ser agentes para fazer do digital um companheiro efetivo na esfera da competitividade e do crescimento económico do próprio país", rematou.

Resumindo, o calendário das iniciativas incluem ações municipais 'Eu Sou Digital' (sessões de capacitação de competências básicas digitais com pessoas com mais de 45 anos); EuSouDigital@Escolas (parceria com o Ministério da Educação, em que junta alunos e avós de todo o país); ENSICO (que leva aulas de computação a jovens do ensino básico); Engenheiras Por Um Dia (Conferência 'Shaping The Digital Future - Dia Internacional das Raparigas, em Almada); bem como a disponibilização do primeiro calendário de oferta formativa da Academia de Cibersegurança (C-Academy) do Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS).

Em 24 de outubro, "teremos o Fórum Nacional das Competências Digitais, no qual, aliás, além de fazermos um balanço de algumas das ações que já empreendemos ao longo dos últimos anos, lançaremos novas iniciativas", avançou Mário Campolargo.

"Chamo a atenção, em particular, para a iniciativa Emprego + Digital 2025, que compreende um conjunto de ações formativas para as empresas, para os líderes, para os formadores, para aqueles que trabalham individualmente", destacou, acrescentando que também serão lançadas, neste contexto, ações para as competências na área de cibersegurança, uma vez que outubro é também o mês da cibersegurança a nível europeu.

Nesse sentido, serão lançadas "as ofertas formativas que a C-Academy vai pôr à disposição dos profissionais para que tenhamos, em prazo oportuno, quase 10.000 profissionais formados em cibersegurança e com competências bastante altas", reforçou o governante.

Mário Campolargo adiantou que vai haver nos Açores o C-Days.

"No contexto do Programa Emprego + Digital, que será anunciado no Fórum das Competências Digitais, lançaremos também a Academia Portugal Digital, que é uma plataforma que permite de uma forma muito aberta" que as pessoas façam um diagnóstico das suas próprias competências digitais.

Tal permitirá, "a partir dessa consciência do nível de maturidade digital em que se encontram, avançar no conhecimento para depois poderem ou no emprego, no dia a dia, serem pessoas mais competentes, terem uma consciência maior", sendo "mais um contributo" para que tratem o "digital por tu", que é o mote de outubro.

"Todas estas iniciativas, aliás, são feitas no contexto de uma iniciativa mais alargada, o INCoDe.2030, que ao longo dos anos tem polarizado muitas das iniciativas que em Portugal estão a trabalhar na promoção das competências digitais e tem trabalhado connosco na definição das novas iniciativas que lançaremos no futuro", concluiu o secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa.
 

Agência Lusa

Mais Notícias